Diretoria e colaboradores se encontram para diálogo

Nesse último domingo, 17 de março, a diretoria juntamente com os colaboradores das Comissões se reuniram para delimitar e planejar ações para esse ano. O diálogo se baseou no ponto que engloba o desenvolvimento da musicoterapia paulista enquanto coletividade. O MT Gil tocou fortemente nesse ponto, uma vez que para se construir uma categoria sólida e coesa, os seus profissionais necessitam encontrar-se para inserir suas questões e preocupações num debate que viabilize a observação democrática de opiniões e ideias.

apemesp_reunião 13 3
Da esquerda para direita MT André, MT Allana, MT Gildásio, eMT Fernanda, MT Raphael, colaborador e ex-eMT Ricardo, MT Daniel Conceição e eMT Daniel Sodré

O presidente MT André Lindenberg trouxe a questão do mercado de trabalho e indicador profissional da musicoterapia. A Comissão Mercado de Trabalho, liderada pela MT Luisiana Passarini e o MT Daniel Conceição, está promovendo ações que visem encontrar os MTs que atuam pelo estado paulista e que não estão associados à Apemesp. Essa frente é de suma importância para evidenciar em números a demanda de serviços de musicoterapia, uma vez que esse mapeamento possibilitará encaminhar solicitação de atendimento,  oferta de parcerias, realização de cursos e palestras, divulgação da profissão. Outra coisa é que isso impacta diretamente na questão política da Musicoterapia. Mais centros de atendimento de Musicoterapia no SUS e no Suas poderão ser abertos com a interligação de informação na procura do tratamento musicoterapêutico. Então, participe das pesquisas da Apemesp e divulgue a todos da categoria.

O que também foi apreciado é o grande envio de informações de asociados acerca de cursos livres e os ditos técnicos em musicoterapia. A Apemesp reconhece a pessoa como musicoterapeuta aquela que realizou a graduação em musicoterapia e especialista aquele que realizou a especialização nas universidades homologadas pelo MEC . Existem muitos cursos de musicoterapia online e presenciais com carga horária inferior ao estabelecido pelo Ministério da Educação e pelo Ministério do Trabalho e Emprego, o que inviabiliza os títulos acadêmicos supracitados. Nesse interim, a Apemesp juntamente com a Ubam, está tomando as devidas medidas administrativas para solucionar essa questão no estado de SP.

A questão do ISS específico para MTs de São Paulo, capital, está em trâmite na Comissão Regulamentação da Profissão. A assessoria em direito dada pela advogada e estudante de musicoterapia, Fernanda Simião, está abrindo caminho para que isso tenha uma resolução em tempo reduzido. Para mais informações sobre esse tema, leia essa matéria ISS para MT em São Paulo inicia novo ciclo.

O VI Clam está próximo! As Associações brasileiras e a Ubam estão a todo vapor para receber a todos em Florianópolis. Caso você deseja ajudar em algo, o Clam oferece gratuidades para quem desejar ser monitor no evento. Acesse clam2016.com e saiba as condições.

Para participar das Comissões da Apemesp envie email de interesse para facecom@apemesp.com.

Leia também

Chamada para integrar comissão

Comissões – informações

Chamada para integrar comissão Suas da Apemesp

Apemesp lança grupo de trabalho para conseguir código de serviço para MTs da capital

Anúncios

Sobre apemesp

Presidente da APEMESP, Associação de Profissionais e Estudantes de Musicoterapia do Estado de São Paulo
Esse post foi publicado em Eventos e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s